Pressione o Bruno Covas a utilizar a rede hoteleira para
o isolamento social dos mais vulneráveis em São Paulo!




Pressione o prefeito pelos #QuartosDaQuarentena

Who will you press? (2 targets)
querem os quartos vagos sendo #QuartosDaQuarentena
São Paulo já tem mais de 1100 mortes por coronavírus, e o isolamento social segue sendo a medida comprovadamente MAIS efetiva contra a doença. Mas como moradores de periferias – famílias inteiras que vivem em casas de dois ou três cômodos – podem se isolar? E os profissionais de saúde, que não podem ficar de quarentena, como podem proteger suas famílias se tiverem que voltar pra casa todos os dias? E a população de rua, que não tem onde se abrigar com segurança?

A Câmara dos Vereadores de São Paulo acertou em aprovar o Projeto de Lei 260/2020 que permite, dentre outras medidas, que o poder público disponibilize hospedagem em hotéis durante a pandemia para profissionais de saúde, pessoas em situação de rua e mulheres vítimas de violência. Agora é a hora de garantir a implementação dessa política! Precisamos ser milhares de pessoas cobrando o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, a tirar a lei do papel!


Temos uma grande chance de fazer isso virar realidade! Envie agora seu recado ao prefeito e diga que queremos a utilização imediata dos leitos hoteleiros vazios para oferecer isolamento seguro a quem precisa. Estamos em uma corrida contra o tempo e contra o vírus e a vida de milhares de paulistanos está em jogo. Pressione agora!





Isolamento social é a melhor medida pra combater o coronavírus.




que não conseguem ficar em quarentena em SP

Até agora, São Paulo é o epicentro da epidemia, com maior número de casos de pessoas infectadas pelo vírus.
São Paulo é, também, gigante.

A magnitude do problema nos leva a ter que pensá-la em conexão necessária com os municípios adjacentes, mas também com as cidades do interior do estado que já apresentam focos importantes da epidemia. Governo do Estado e Prefeitura têm atuado de maneira conjunta e muitas medidas protetivas fundamentais foram tomadas. Recentemente, o prefeito Bruno Covas cogitou usar a infraestrutura da rede hoteleira da cidade para abrigar profissionais de saúde que trabalharão nos hospitais de campanha nos estádios. É um passo importante, mas é preciso fazer mais: a rede hoteleira pode abrigar aqueles que mais precisam e que não têm condições de se isolar. E isso não só na cidade de São Paulo, mas também em vários grandes municípios do estado.










POR QUE ENTRAMOS NESSA

A campanha #QuartosDaQuarentena foi criada pelo Nossas junto com o Instituto de Arquitetos do Brasil e outras entidades, e está sendo replicada através da Rede Nossas Cidades e de outros grupos e ativistas que queiram pressionar por medidas urgentes de combate ao COVID-19.
A articulação foi feita pelo Instituto Urbe Urge, o Instituto de Arquitetos do Brasil, LabCidade, Instituto Urbem, Laboratório de Estudos de Transformação, Instituto Polis, Movimento Nossa BH, Movimento Nacional de Luta pela Moradia e ANPUR. Com apoio da Associação Brasileira de Saúde Mental, ONG Sã Consciência, Plataforma Brasileira de Política de Drogas, Centro de Convivência É de Lei, IABSE, População de Rua Autônoma, Harvard GSD Loeb Fellow, Peabiru Trabalhos Comunitários, Iniciativa Negra por uma Nova Política, Praxis-EA, Núcleo de Terras e Habitação, Instituto Latino Americano de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos, Laboratório de Estudos da Habitação, Luta Popular, Movimento Luta Popular, NEPHU-UFF, Brigadas Populares, Movimentos de Luta nos Bairros e Frente Favela Brasil. A Minha Sampa entrou nessa porque também acredita em um combate igualitário ao coronavírus.